quarta-feira, 8 de abril de 2015

Remadores de Fibra - PARTE II - Um abraço!


Abraço da pequena Alexia, menina de 5 anos com Fibrose Cística.
Abraçar - ato de envolver com os braços uma pessoa, animal, planta ou coisa. É usado, dependendo da cultura, como forma de demonstração de afeto. Por meio do abraço podemos cumprimentar ou expressar sentimentos de amor, carinho, compaixão, saudade, gratidão, etc. O abraço pode expressar sentimento que vem da alma. Pode ser verdadeiro ou falso, grande ou pequeno, curto ou prolongado. E também pode ser físico ou espiritual. Se abrimos os braços em forma de crucifixo no alto de uma montanha, por exemplo, isto pode ser um simples um alongamento lateral. Mas se no mesmo topo de montanha abrimos os braços por pura alegria na alma, isto pode ser um abraço à vida!
Minha prima Otavia no vulcão Orongo, em nossa viagem à Ilha de Páscoa em 2013.

#abraçoespiritual
A expressão "abraçar uma causa" é usada quando alguém ou um grupo de pessoas se apropria dos sentimentos de outro alguém ou outro grupo e os toma como seus, passando a tê-los como próprios sentimentos, lutando ou defendendo pelos mesmos objetivos que o seu próximo.
Entre braçadas e abraços, os Remadores de Fibra abraçaram a causa da Fibrose Cística, conheceram a luta do Instituto Unidos pela Vida e escolheram remar em forma de abraço, com o intuito de divulgar a doença genética para que mais estudos e pesquisas encontrem um dia sua cura. 
Usar os braços é algo que o remador gosta de fazer. Temos braços fortes e treinados para remar e para abraçar causas do bem com bastante força. Com a força de nossos braços.
Os Remadores de Fibra abraçaram a causa da Fibrose Cística e remaram por 12h45min de Niterói a Ilha Grande, percorrendo 130km entre a Praia de Itaipu e a Praia do Abraão. 
"Pûliki" é a palavra em havaiano para "abraço".
Abraço de amiga. Eu abraçando minha amiga remadora Milla em nossa chegada na Praia do Abraão.
Quando temos muitas pessoas para abraçar ao mesmo tempo, trocamos energias dando as mãos em um círculo. Fotografia: Fred Gomes
Meus amigos, o casal Milla e Bruno. Fotografia: Fred Gomes
Abraçando minha amiga Tati. Fotografia: Fred Gomes
Quando temos muitas pessoas para abraçar ao mesmo tempo, trocamos energias dando as mãos em um círculo. Fotografia: Fred Gomes

Quando temos muitas pessoas para abraçar ao mesmo tempo, trocamos energias dando as mãos em um círculo. Fotografia: Fred Gomes
Quando temos muitas pessoas para abraçar ao mesmo tempo, trocamos energias dando as mãos em um círculo. Fotografia: Fred Gomes
Abraço de gorila. Eu e meu marido Fabiano na casa que alugamos em Maui,no Havai, na temporada de downwinds de 2014.
Um abraço e até a próxima postagem!
Luiza Perin
08 de abril de 2015
(Em busca de apoio para a modernização deste blog....)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita! Se você gostou, volte sempre!
Sinta-se à vontade para deixar seu comentário!
Aloha!